13.11.04

A sério?! Obrigada!

Todos os dias existe uma nova razão para eu ser feliz, apesar de tanto me queixar da vida nos últimos tempos. Como a minha cabecinha, apesar de tudo, não pára, acabo por só dar por isso passado um tempo... Digamos que vivo sob o efeito da retroactividade. O meu marido diz que eu sou extemporânea e, em dias de provocação, alega que desde que fiz madeixas loiras nunca mais fui a mesma, justificando assim o meu raciocínio retroactivo e as minhas vontades sempre projectadas nuns bons anos à frente. A minha mãe é que tem razão: Já nasci fora do tempo, por isso estou sempre em rotação acelerada. Mimos. Serve este prólogo para dizer que a história da minha vida tem sido pontuada por desfasamentos. O exemplo mais básico refere-se aos elogios que a minha amiga loira d' O Suave Milagre tanto aprecia. Ela não só consegue vivê-los a tempo, como ainda os faz render com taxas de juro altíssimas! E depois a loira é ela! Eu, ao invés, sou um desastre em aplicações financeiras e desperdiço capital todos os dias, porque estou sempre à espera de grandes coisas. Majestosas. Magníficas. Milagrosas. A regra dos três "M". Sou uma morena burra. Para hiperbolizar a coisa ao máximo (olha outro "M"), de acordo com a minha demência só deveria dar conta de um elogio do Johnny Depp, da Branca de Neve, do Leonardo da Vinci, da Madre Teresa, da Alice no País das Maravilhas, do Cristóvão Colombo, do James Bond... etc, etc, etc... Sim, porque os elogios da família e dos amigos são favas contadas! Serão?! A loira dos milagres, a quem eu já devo ter recusado elogios desde há quase duas décadas (!), é que me deu uma grande lição. A boa notícia é que hoje ainda vou a tempo de saborear o elogio do meu amigo Mário S., que há uns dias me disse que eu sou efectivamente uma mulher com tanta vida, que me torno maior do que ela e que nem toda a gente tem a mesma pedalada (sic). Não é lindo?! Desculpem lá a imodéstia, mas a partir de hoje inicio a minha conta poupança.

5 Comments:

Blogger objectiva3 said...

Quase que aposto que a tua conta poupança vai crescer rapidamente...
Quanto às favas são mesmo contadas!!! ;))

11:35 da tarde  
Blogger armando said...

Acho que encontrarás não uma mas milhares de razões para seres feliz se escutares menos para as tuas próprias palavras e ouvires mais os silêncios. Ou talvez não...

11:39 da manhã  
Blogger Roxanne said...

oi querida, ao contrário daquelas outras coisas que "não te pertencem" os elogios são teus e só teus, desde as ofertas generosas até aquelas contribuições mais modestas. Por isso, que modéstia qual quê, torna-te uma "capitalista"! Beijinho

7:23 da tarde  
Blogger AS said...

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$... ;)

8:23 da tarde  
Blogger MJM said...

Sem dúvida uma abordagem capitalista da coisa...
Eu nunca sei distinguir entre uma mais-valia e uma mais-valia-estar-quieta :))
Quanto a aplicações... posso sempre sugerir-te outras formas de a aplicares... Em todo o caso, um ego bem massajadinho, reluz mais do que umas platinadas madeixas! :))
Kiss nessa alma morena

12:26 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home