1.11.04

Depois do amor...

... do amanhecer e do anoitecer. Não é fácil falar de um filme que não o é. Aqueles dois seres que percorrem Paris - numa tagarelice pegada, ansiosa, nervosa, quase histérica de contentamento, como se ao pararem de falar possam interromper um precioso instante das suas vidas - precedem toda e qualquer concepção de cinema, de história e de argumento. "Antes do Anoitecer" não é um filme, é um ensaio, uma premonição de festa, uma antecipação de futuro. Ethan e Julie não devem ter estudado um guião, não os consigo imaginar a decorar páginas. Não consigo sequer imaginar um realizador ou uma equipa técnica. "Antes do Anoitecer" é um furto, um dia roubado à existência de um homem e de uma mulher, e a exposição de centenas de frases, medos, expressões, desejos, experiências, dias e dias de todos nós. Eu senti-me mais do que roubada, senti-me viva. Não é todos os dias que um "filme" projecta a verdadeira essência das relações entre homens e mulheres e, mais do que isso, da verdadeira luta entre a vida tal como ela é e os nossos valores, ideais e desejos. A vida acabará sempre por ser aquilo que dela quisermos. Esta é a única certeza nua e crua que tanto nos assusta. A tal liberdade que reside na decisão e na escolha tem-nos tão encarcerados... E em "Antes do Anoitecer" nem sequer podemos dizer: "Isso só acontece nos filmes".

7 Comments:

Blogger objectiva3 said...

Tinha já uma certeza - ir contigo ao cinema é sempre sinónimo de uma boa tertúlia pós-filme. Desta vez fiquei com outra certeza:Devia ter ido ver contigo o filme pela segunda vez...Resta-me o conforto deste post!:))

7:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

subscrevo inteiramente! não diria melhor por tal aqui me fico!

10:22 da tarde  
Blogger Lolita said...

Não podia imaginar este filme sem ser visto na tua companhia. Contigo revi-me em vários instantes daquela relação, por momentos senti que me formam roubados alguns diálogos, olhares, chás e sentimentos.

11:23 da manhã  
Blogger clark59 said...

E eu estou aqui, antes da morte, para ti

12:31 da manhã  
Blogger Golfinho said...

adorei om 1º filme [e foi por causa dele - nexo causal :P, que fui visitar Viena], e sempre tive a esperança de um Remake, que aconteceu.

afinal, todos temos Viena e Paris no coração.

1 beijo.

2:43 da tarde  
Blogger Golfinho said...

adorei om 1º filme [e foi por causa dele - nexo causal :P, que fui visitar Viena], e sempre tive a esperança de um Remake, que aconteceu.

afinal, todos temos Viena e Paris no coração.

1 beijo.

2:44 da tarde  
Blogger Roxanne said...

oi querida, segundas oportunidades não acontecem mesmo só nos filmes e ainda bem...beijinho.

8:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home