2.3.05

O complexo Bjork

Sempre que passo pela Sic Mulher vejo esta rapariga a tocar harpa e a cantar com uma voz de mimo esganiçado, vestida como uma daquelas bonecas de porcelana de olho arregalado.

O nome da canção de todos os intervalos do canal rosa é "Sprout and the Bean". A menina cantora chama-se Joanna Newsom (e não Joann Newson como aparece na legenda do video-clip) e o álbum que por aí anda a consumir quem aprecia o género "atormentado contemporâneo" intitula-se "The Milk-Eyed Mender".

Para os fãs ou curiosos, dia 21 de Abril a Joanna está no Lux, em Lisboa.

4 Comments:

Blogger Mariana said...

Ena, que seca que ela é!...não consigo entender porque é que somos sujeitos àquilo. A Bjorg ao menos fez o "All is Full of Love." Mas esta...

7:08 da manhã  
Blogger Lolita said...

Lembra-me de nesse dia não meter os pés no LUX... quero conseguir manter a minha sanidade mental por mais uns tempos!

10:10 da manhã  
Blogger O asdrúbal said...

Vou enviar-te a factura de duas janelas e um espelho partidos. Se não fosse o teu post não punha a indivídua a grunhir em minha casa!

3:34 da tarde  
Anonymous Me said...

Ontem à noite no Lux os vidros não se partiram, ninguém foi sujeito a nada e só faltou quem lá estava.
Como sempre tudo o que é "estranho" é automaticamente repelido. As opiniões mudam quando os concertos esgotam com meses de antecedência por bandas que no princípio eram ignoradas em plena actuação ao vivo como foi com os U2 em Vilar de Mouros nos anos 80....
Somos uma sociedade tão intelectualmente maliavel...
Procurem algum encanto naquilo que vos desencanta, talvez passem a ser sobriamente críticos perante o mundo que vos rodeia

11:09 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home