24.2.05

Ainda aqueles que me irritam

Os tipos (ver post anterior) têm a mania que são uma minoria e gostam disso, embora se queixem. No dia em que o deixam de ser, quando começam a ver estender-se aos corredores das massas, nos supermercados, nas mesas de café, no trabalho, no blogue vizinho (...), as ideias que tomam a peito (no papel e na bancada de opinião), aborrecem-se.

O povo gosta, os iluminados encolhem-se. O povo finalmente (!) percebe, os iluminados intrigam-se.

Estes tipos nem chegam a ser perigosos porque são demasiado cobardes para aproveitar a adesão, tardia é certo (o povo é lento!), às suas propostas etéreas. Porque a partir daí já não contam com a ajuda dos livros, só do seu coeficiente emocional... E eu sei que o deles é muito, muito baixo...

Estes tipos jamais governarão quem quer que seja. Ainda bem.

1 Comments:

Blogger Marion said...

mania de proteger o seu feudo (ou quintal?), o verdadeiro sinal de superioridade intelectual é a humildade... eles que vão patentear palavras esdrúxulas que inventaram num dia de solidão que e gente não se importa de os ver pelas costas....

5:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home