24.1.05

O frio

Dizem que vem aí um frio de rachar. Uma coisa fora do comum. Nas televisões não param de falar nisso. Já olhei de soslaio para as minhas camisolas interiores por estrear... Hummm... Não sei se é desta que as vou usar. Desde os 10 anos que não uso tal coisa, e até então era a minha mãe que me obrigava (mas muitas vezes tirava-as quando chegava à escola). A mesma aversão tenho-a às camisolas de lã. Não tenho sequer uma no meu roupeiro, as que tinha dei e ofereci à minha irmã que vive nos meus antípodas. Quem me conhece diz que se arrepia quando me vê no Inverno... Mas eu continuo a achar que o frio de Portugal não é frio, é um arrefecimento. Vamos ver o que vem aí. Depois falamos. Até lá agasalhem-se e não respirem os vírus que para aí andam também. Façam exercícios de respiração - aprendam a aguentar-se sem respirar durante uns minutos sempre que entrem em ambientes congestinados. Eu conheço quem o faça e aguente roxo o tempo de viagem entre duas estações de metro. Cada um tem o seu clima mental.

7 Comments:

Blogger Paz Kardo said...

O frio é psicológico, mas eu sinto-me bem mais preparado psicológicamente se tiver um casaco vestido :)
Saudações Nómadas!!!
http://nomadasperdidos.blogspot.com

1:08 da tarde  
Blogger Alexandra Loureiro said...

Cientificamente não existe frio, existe falta de calor....

E podemos sempre compensar essa falta de calor, com muito, muito calor humano...

3:18 da tarde  
Blogger Lolita said...

O Dalai lama diz que o frio é psicológico. Eu já tentei. Juro. Mas acabei de cama com uma gripe bem real.

4:51 da tarde  
Blogger Alexandre said...

o frio é sempre um estado termo-psicológico... :)

5:26 da tarde  
Blogger Samuel said...

Um arrefecimento. Gostei.

5:56 da tarde  
Blogger clark59 said...

Devo às camisolas interiores, aos cachecóis e, talvez, a uma infância passada em Trás-os-Montes, não ter uma gripe há 17 anos,e ter deixado de ter problemas de garganta aos 12, quando deixei de viver no interior.
Minha cara AS, se calhar já está na idade de dar razão à sua Mãe. Ou ainda não?

2:02 da manhã  
Blogger AS said...

Meu caro Clark, gripe é coisa que não me lembro de ter desde que a minha mãe ainda me vestia! :) Juro. Até costumo dizer "quando tiver febre, levem-me para o Hospital que devo estar a morrer". Não me lembro de ter febre! Palavra. :)

5:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home