6.1.06

post anti-pirataria, feira de Carcavelos, Relógio e congéneres e anti os que lá vão comprar lagartos e Ralph Lauren para sair no sábado à noite

O Cidadão do Mundo andou a dissertar sobre a pirataria de CD's e DVD's, e à conta dele lembrei-me de um post que já andava para fazer há uns tempos sobre a minha repulsa pela dita pirataria e outras coisas que me enervam e dão cabo da economia, à conta da tradição nacional pindérica de exibir bens de consumo de marcas de prestígio...

Ontem, o meu amigo X (nem sequer uso aqui a inicial do seu nome, porque não vou entregar um amigo às autoridades) disse-me que já tinha sacado da net o último filme do Woody Allen, o thriller com o Clive Owen e a Jennifer Anniston, e mais não sei quantos que ainda não estreram em Portugal. Agora, lá deve estar ele a ler umas legendas de merda refastelado no sofá, todo contente porque vai ver antes de toda a gente e, ainda por cima, poupou uns trocos. X, pá, gosto muito dede ti, mas nesse capítulo enervas-me.

Sou contra isso, já sabes, ainda ontem te disse e não penses que te vou pedir emprestado esses Cd's manhosos. Aguardo pela minha sala de cinema, onde tu também costumas ir, é certo, se calhar até mais do que eu... Por isso não entendo como desrespeitas assim os direitos de autor de um arte que tanto prezas. Mas pronto, continuo a ser tua amiga.

Eu se não posso comprar o DVD original, não compro o pirateado, espero por melhores dias ou pelos saldos da FNAC. Mas também sou cúmplice. Ainda no outro dia prometi que trazia as séries todas do "Sexo e a Cidade" a uma amiga para copiar... Fazer o quê? Ser tinhosa? Não me apetece, nem tenho moral para fazer contas ao dinheiro e apetites dos outros.

Também conheço quem vá comprar t-shirts, jeans, camisolas, adereços e afins de marcas xpto às feiras ou a uns comerciantes porta-a-porta... Alguns desses artigos até são originais dizem-me orgulhosos os compradores. E depois? São originais e são roubados. Será que não percebem como isso afecta a economia do país e lixa a vida a comerciantes honestos e cumpridores dos PEC, das rendas das lojas e da segurança social dos empregados? Não percebem.

Desculpam-se que não têm dinheiro para adquirir esses artigos nas lojas. Pois se não têm dinheiro fazem como eu - compram nas Zaras e companhias, Lanidores e Massimos, compram nos saldos, mandam fazer na costureira, sei lá. Eu prefiro ter umas calças marca Zara (é que toda a roupa é de marca, sabiam?) verdadeiras, do que umas D&G roubadas ou com o logotipo a cheirar a armazém dos arrebaldes. Jamais compraria um Rolex na rua, prefiro um Swatch ou mesmo um daqueles da Parfois verdadeiro no pulso.

Bolas, não têm dinheiro vão à H&M onde já vi calças a 12 euros. Não têm dinheiro comprem no Jumbo, já lá vi coisas que não envergonham ninguém. E as feiras também não têm só produtos roubados ou de contrafacção, creio que há lá roupinha barata dentro da lei.

Mas é vê-los, os lagartos, os cavalinhos, os xadrezes, os dourados exuberantes, e que mais símbolos de riqueza saloia com cheiro a vergonha da conta bancária, a povoar as noites, os dias e os meus pesadelos de cidadã que, já agora, também não entra nas lojas dos chineses.

4 Comments:

Blogger Zecatelhado said...

Completamente de acordo. A culpa é deste tipo de sociedade que incute na cabeça das pessoas a parvoíve de armar ao fino, mostrando o que se não tem, como se isso tivesse valor algum. Pobreza de espírito!

Um @bração do
Zecatelhado

12:47 da tarde  
Blogger Lolita said...

Eu sei quem ele é! Qto pagam para não o denúnciar?????

11:48 da manhã  
Blogger Roxanne said...

E às lojas dos indianos? Posso continuar a comprar-lhes aqueles artigos exóticos, aquelas echarpes com os fiozinhos dourados e os incensos? A minha preferência por chamuças deve ser contida? :-))))
Estou a brincar mas o assunto é sério...

2:46 da tarde  
Anonymous johnny handsome said...

Por falar em lojas dos chineses, até aqueles divertidos jogadores de bola das "Caldas", os tais que possuem um cordel estratégicamente ligado a uma alavanca (sim, esses mesmo! Também há frades e quejandos...)pois como ia dizendo, até os bonequinhos das Caldas eles já copiam mas...Fazem-no muito melhor!! Os que vi abriam a gabardine, exibiam a "bandeira" a meia haste e ainda tocavam os primeiros compassos da 5ª de Beethoven. Tudo isto movido pela força electromotriz de duas baterias tamanho AA. Melhor, só a diesel!
Se isto não é tecnologia de ponta!!....
Fazeis mal em não apreciar melhor as lojas dos chineses e indianos (onde se encontra o melhor pó de caril).
Para quê ir ao Jumbo ou ao H&M dar dinheiro a multinacionais quando posso ir à feira de Cascais (sim, eu sou da linha mais fina!) comprar marcas a preços mais baixos que nesses antros do consumismo pequeno-burguês??? Viva a contrafacção!

5:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home