14.11.05

Código decifrado

Poucos já se lembrarão do código que criei por ocasião do primeiro aniversário deste blog, mas ele ainda se encontra aqui do lado direito para quem quiser conferir.

Hoje pus a mão na consciência. Aqui vai:

"No dia deste quadro Renoir impressionou e da primeira à última letra da palavra que pintou, vai uma mão cheia de boas promessas que ele originou. Para cada uma delas, palavras em verso há que outros criaram, e nelas se hão-de encontrar os votos que eu vos venho esta noite desejar."

... assim começava, e aqui estava o principal:

A palavra que ele pintou é uma palavra de cinco letras (como indica a "mão cheia de boas promessas") - F E S T A, porque foi uma festa que o Renoir pintou!

Cada uma das cinco letras é a primeira letra de uma promessa, cinco promessas/cinco desejos para a noite da festa do primeiro aniversário que decorreu no bar do Teatro Taborda, no Castelo. O nome da promessa encontra-se em poemas/factos de cinco autores.

Assim:

1ª letra / F - "À primeira não tinha lógica, se anglo eles são, mas depois foi um sucesso que em 82 os Mouros não ouviram sem razão"

A promessa é Folie, da canção dos Stranglers. A palavra francesa não tem lógica porque eles são ingleses. Presentes no Festival de Vilar de Mouros em 1982, os Stranglers não cantaram este sucesso na sua actuação.

2ª letra / E - "A segunda não vem do cravo nem da canela, mas também está num prato que gira e leva nome de novela. Aquele que "de noite arde" interpretou com sentido, na terça parte da Modinha, a décima primeira promessa"

A promessa é Emoção. Está num disco de Vinicius de Moraes de 1972 que se intitula "A nossa filha Gabriela", e emoção é a décima primeira palavra da terceira estrofe da canção "Modinha".

3ª letra / S - "A terceira tem pecado no bico, ele fez prosa desavinda com a tradição e conveniente com a mulher e o amor. Cativo ficou num soneto, onde até ficar preso, experimentou-as contraditórias."

A promessa é Sensações. David Mourão Ferreira escreveu o "Soneto do Cativo" que termina assim: "... tenho vivido eternamente preso!"; e começa assim: "Se é sem dúvida Amor esta explosão de tantas sensações contraditórias"... Nesta muitos se despistaram com o termo 'cativo', pensando que era Camões...

4ª letra / T - "À quarta, o nascido no dia do santo pregador de Lisboa do ano dos três oitos, muitas fez nas mesas dos cafés"

A promessa é Tertúlia. Fernando Pessoa nasceu no dia 13 de Junho de 1888, dia de Santo António de Lisboa. O poeta participou em muitas tertúlias no Martinho da Arcada e na Brasileira.

5ª letra / A - "Na quinta, a que veio ao mundo na terra atlântida, veio ao monte da Graça dar nome ao labirinto de livros. Românticos foram os seus sonetos, entre eles a trilogia, que vai do corpo ao espírito, tem no meio a promessa que nunca morre"

A promessa é Alma. Natália Correia nasceu nos Açores e deu nome à bibiloteca situada no bairro da Graça - Biblioteca Municipal Natália Correia. Em 1990 foram publicados os Sonetos Românticos, entre eles "Do amor que acorda, o espírito que dorme", uma trilogia - Corpo, Alma ("que nunca morre"), Espírito.

"Afinal que promessas de Renoir aqui há, que eu vos venho desejar?":

F - Folie

E - Emoção

S - Sensações

T - Tertúlia

A - Alma

Só assim fazem sentido! Boas festas.

1 Comments:

Anonymous fernando said...

Pois é... Acertei em Folie, Sensações e Alma. Andei feito parvo a contar palavras e versos na "Modinha" mas não acertei. Da Tertúlia andei longe, apesar de ter percebido que era o Pessoa. Acho que o problema maior que tive foi não ter percebido que a palavra de Renoir era Festa. Inventei uma série delas com 5 letra, desde Paris a Baile e nenhuma das pistas cabia em todas as letras. Mas gostei. Faz mais...

Um excelente ano para ti.

11:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home