22.5.05

Um dia de psicanálise

Acordei ao raiar das 13H00. Almocei os sabores que sei finitos um dia, maternos, que ao domingo devoramos em família com uma lentidão precisa e matemática; A entrada, o prato com montinhos deliciosos que só a minha mãe sabe compôr, a fruta, o doce. Neste dia como sempre doces. O domingo passado por exemplo, ainda não tinha tido coragem de confessar, comi meio bolo mármore. Andava a pedi-las.

O melhor do dia chegou a meio da digestão - o sofá. Uma tarde e noite inteiras de conversa comigo mesma, com o interlúdio hipnótico da televisão. Espojada. Com um moleza que tornará o dia de amanhã insuportável.

Comecei nas "Donas de Casa Desesperadas" (estreou hoje na SIC a um horário perfeitamente absurdo, apenas aceitável para os amantes da terapia bricolage) e acabei, a tempo deste post, no "Sexo e a Cidade". Um ciclo perfeito, só cá falta a Ophra. O que também não importa, sinceramente hoje fui mais espectadora de mim mesma. O ecrã assistiu-me na convalescença da orgia a que me submeti comigo mesma.

Olhei para cada centímetro de mim. Demorei-me em cada dedo do pé. Puxei cada fio de cabelo. Lavei cada tecido meu.

Costumo dizer que é o exercício do meu egoísmo que me salva. Hoje anestesiou-me. Foram conversas corporais as que tive. Só. Às vezes, a noção de nós matéria redime-nos muito mais do que a abstracção de nós espírito.

E tanto que consegui descansar.

Amanhã falo de ontem, ok? (sim, da festa)

4 Comments:

Blogger clark59 said...

Olha, eu gostei. Comecei por gostar do teu fato feminino, com as mamas quase
à mostra e as pernas escondidas. Continuei por gostar da Lolita intermitente. E o máximo foi mesmo os refegos da Objectiva

4:49 da manhã  
Blogger bolaxamaria said...

Este clark não tem emenda mesmo. E eu pensava que eram os copos que lhe tinham turvado as ideias...
Afinal ele é mesmo assim.
Sr Clark, prestigiado jornalista, uma falha apenas: é indelicado perguntar a idade às mulheres, e ainda mais criticar-lhes a indumentária. Ah, e também não fica muito bem elogiar-lhes os atributos físicos dessa forma, especialmente na presença do marido...
Miúda, quanto a ti, só comento quando 'postares' algo sobre o assunto... :)

9:30 da manhã  
Blogger toix said...

Para haver fair play, eu sugiro que o Claque para a próxima traga a patroa.

6:01 da tarde  
Anonymous Sony Hari said...

E a respeito das "Donas de Casa Desesperadas", a Meios & Publicidade, dá conta do seguinte:
"Numa tarde em que o futebol era o centro de todas as atenções, a série, que começou a ser emitida às 16:21, conseguiu superar o Especial Desporto: A Festa do Título, que foi emitido sensivelmente no mesmo horário. Quanto ao perfil dos espectadores que assistiram a Donas de Casa Desesperadas, 62% pertencem ao sexo feminino e 38% ao sexo masculino.A faixa etária dos 25/54 anos (49%) foi quem mais viu a nova série da SIC, que passará a ser transmitida todos os domingos às 19 horas com repetição às 3ªs feiras à noite".

10:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home