2.6.05

Feira do Livro

Nunca percebi a agitação à volta da Feira do Livro. Para mim não passa de um passeio dos tristes.

O ano passado foi o último, não me apanham lá mais de livre vontade. Dêem-me uma livraria, um senhor como o da Ferin para me aturar, umas prateleiras para eu vasculhar, um balcão para eu me encostar à vontade e um pó para eu snifar entre quatro paredes e está bem.

Para bater perna vou caminhar na praia e se for ao Parque é para estar na esplanada lá do Alto, se calhar a ler um livro.

Stands, barraquinhas de gelados, sessões de autógrafos em série e colóquios para encher o programa de verbo? Poupem-me.

7 Comments:

Blogger Toix said...

É porque não provaste as farturas! É o que me leva lá todos os anos.

10:55 da tarde  
Blogger Lolita said...

A mim são as pipocas...

10:05 da manhã  
Blogger objectiva3 said...

A ideia genérica de uma Feira de Livros agrada -me!

Mas a Feira do Livro em Lisboa nos moldes actuais não me convence nem com farturas!!! ;))

1:13 da tarde  
Anonymous e.u. said...

A diferença de preço dos livros não compensa a estafa de percorrer, para cima e para baixo e para cima e para baixo (ou em zigue-zague) aquele percurso.
Não há farturas e queijadas de Sintra q compensem..

11:40 da tarde  
Blogger Francisco said...

É uma feira! E para o povão! Eu vou sempre à feira do livro, e várias vezes. Deixo lá quase metade do meu magro ordenado, mas adoro. É um esforço que os editores e livrarias fazem para se juntarem todos no Parque Eduardo VII. assim as pessoas que normalmente não frequentam as livrarias podem aproveitar os seus passeios de domingo. É aproveitar o ar livre e os livros, para além do mais há colóquios e palestras sobre temas muito interessantes, e também há livros que muito dificilmente se arranjam noutro lugar. Eu também não gosto do churro e da fartura, mas sempre é melhor do que não ir.

9:04 da tarde  
Blogger Maria Heli said...

O melhor das feiras do livro, são os preços de feira.

1:45 da tarde  
Blogger Graza said...

É verdade que o "espaço mágico" das Livrarias deve ser defendido. Como podemos garantir que sobrevivam se não tivermos que pagar mais uns trocos por isso? A Feira do Livro? Claro que sim, as editoras tb preciso deste escoamento. Tudo, menos hiper-mercado! Por mim apoiava a proibição de vender livros ao pé do chouriço. É que para além do mais criam um problema às Livrarias e às Editoras, onde exigem condições leoninas para ter livros em prateleira.

10:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home