15.2.05

Quem faz anos não sai à rua

É a última moda. O último grito. É costume, agora, ficar em casa a carpir as mágoas da idade, não querer festa porque "não ligo nada a essas coisas, quero é paz e sossego e amanhã é outro dia". Quase todas as minhas amigas (isto acontece mais às mulheres, é verdade) andam nessa. Mas há variantes:

As que não querem festa, não querem festa surpresa, não querem ninguém lá em casa a chatear (nem sequer amigos mais próximos). Só admitem prenda (nos dias a seguir, claro) e telefonemas.

As que dizem que não querem festa, nem que lhe lembrem o assunto, mas ficam à espera de uma festa surpresa. Se não for possível, pelo menos que alguém se lembre de aparecer lá em casa, "só para dar um beijinho".

As mais radicais. Agendam trabalho e viagens, inadiáveis, para o dia de anos. Assim não há riscos de tropeçarem nos amigos.

Porquê?

Hipóteses avançadas:

É um dia deprimente

Dá muito trabalho pensar no menu, no sítio, na lista de convidados, se vai a família, se vão aqueles deveriam ir também os outros (etc...)

Falta de tempo

Falta de paciência

Falta de dinheiro

(...)

Resultado: Actualmente, pergunto sempre com antecedência como estão de humores, se posso ir a casa ou não (se sim, posso organizar uma ida surpresa com vários amigos ou tenho de ir sozinha), se ela gostaria de ter festa surpresa (se sim, como, onde e com quem), etc, etc, etc... Mas, isto é muito importante (!), sem dar a entender que eu quero saber estas coisas todas.

Na maioria das vezes criam-se autênticos grupos de discussão sobre o que a aniversariante em questão realmente quererá: "Não, não, se a gente lá aparecer manda-nos com uma coisa à cabeça", "Ela quer é que nós organizemos qualquer coisa", "Ela quer mesmo é ficar sozinha", "Ela vai detetstar o restaurante que escolheste", "Convidaste esses? Não sei se ela quer, assim também temos de convidar não sei quem...".

Conclusão: Começo a ficar farta dos aniversários das minhas amigas.

Confissão: Eu já tive de tudo. Já me fizeram surpresas, já me ignoraram (a meu pedido), já organizei eu uma grande festa (30º aniversário foi de arromba), já agendei viagens, já...

E sabem que mais? Elas também me telefonaram uns dias antes a perguntar.

3 Comments:

Blogger Marion said...

as mulheres são muito complicadas, já os gajos telefonam uns aos outros 5 minutos antes fazem uma jantarada sem se preocuparem com nada: idade, restaurante, número de convidados ....acabam bebados e satisfeitos

8:59 da tarde  
Blogger AS said...

:))) Pois é!

9:10 da tarde  
Blogger Lolita said...

A mim falta-me a tal festa surpresa!

12:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home