5.1.07

Arca de Noé 2

Procurem um homem que não tenha a lata de dizer "eu ajudo em casa", para não acabarem como aquelas mulheres que dizem "o meu ... ajuda-me muito em casa". Na convivência doméstica, a Ajuda só serve como freguesia de Lisboa e como o sítio mais seguro para se estar em caso de terramoto.

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

É bom ler-te de novo, menina!
Quanto aos terramotos... posso enviar-te as medidas de autoprotecção ;)

4:21 da tarde  
Blogger errezinha said...

ooops... anónimo era eu :)

4:26 da tarde  
Blogger Sony Hari said...

Bem regressada sejas! E já a escrever coisas tão certas ;)

8:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Conta lá o que andaste a fazer durante o imenso tempo que desapareceste... a tua falta foi sentida.
Espero que não faças como o Pai Natal e desapareças outra vez até te dar na telha...
José Lúcio Duarte

11:40 da manhã  
Blogger Roxanne said...

Eu procuro um que cozinhe bem e com ementas variadas, que eu encarrego-me de dar uso às máquinas.
;-)
Beijinho

12:53 da tarde  
Blogger johnny handsome said...

Mas cuidado com as trovoadas! Na Memória, ali na Ajuda, costumam cair raios sobre a cúpula....Será porque lá jaz esse anticristo do Marquès de Pombal????

5:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home